PAPELÃO NÃO!!!

Não use caixas de papelão para mudanças! Não é a melhor solução e o custo ambiental é inaceitável!

Todo o ano, 50 a 60 milhões de pessoas se mudam no Brasil. Até hoje, a única alternativa destas pessoas para embalar e transportar suas coisas era utilizar caixas de papelão. São mais de 900 milhões de caixas de papelão utilizadas por apenas dois dias e depois descartadas, na maior parte das vezes de forma inadequada e irresponsável

Uma quantidade muito pequena destas caixas é obtida em lojas e supermercados. Nem sempre caixas usadas são adequadas para mudanças ou estão em bom estado. A grande maioria delas é produzida de material reciclado (70%) e o restante de material novo é vendida através de distribuidores de embalagens e empresas de mudança.

Para produzir esta quantidade de caixas de papelão, são consumidos, todos os anos, 2 bilhões de litros de água, o suficiente para abastecer as necessidades da população de uma cidade de 250 mil habitantes por 1 ano. A energia utilizada é de aproximadamente 370 mil MW, mais do que o país economiza em quase 3 meses de horário de verão. No processo de fabricação, mais de 6,5 toneladas de poluentes são gerados e, depois de serem usadas, mais de 45 toneladas de caixas não serão recicladas e irão para os lixões das cidades. Como parte das caixas de papelão precisará ser feita de material novo, mais de 630 mil árvores precisarão ser cortadas para sua produção. (1)

A Mude Verde oferece uma alternativa mais barata, eficaz e principalmente mais sustentável para substituir as caixas de papelão utilizadas em mudanças: o aluguel de caixas plásticas Mude Verde.  As caixas plásticas são feitas de material reciclado e são recicláveis. Seu custo de reciclagem é muito inferior ao do papelão.  Mas o mais importante é que você pode reusar uma caixa plástica mais de 400 vezes antes de reciclá-la, enquanto as caixas de papelão dificilmente podem ser reutilizadas depois de uma mudança.  E reusar é mais inteligente do que reciclar.

Para que as caixas plásticas possam ser utilizadas diversas vezes, nós as alugamos para que as pessoas se mudem. Entregamos no endereço de origem e pegamos no endereço de destino.  Assim, podemos oferecer a mesma caixa para outros usuários, sem qualquer impacto ambiental de produção.

Por menos de R$1,00 por dia você têm a sua disposição uma caixa plástica mais resistente, impermeável, lacrável, empilhável, que não precisa ser montada por você e que gera muitas outras economias na sua mudança.

Nunca foi tão fácil tomar uma decisão de tanto impacto positivo para a sustentabilidade.  Pense nisto na sua próxima mudança residencial ou comercial. Lembre-se disto quando um amigo for mudar. Não se esqueça disto quando sua empresa for para outro endereço. Divulgue esta ideia para seus amigos e familiares.

Vai mudar? PAPELÃO NÃO! 

(1) Fonte: APLICAÇÃO DA LOGÍSTICA REVERSA NO SETOR DE PAPEL COM FOCO NOS ASPECTOS ECONÔMICOS, AMBIENTAIS E SOCIAIS.  Por Rafaela Magnus e Rodrigo F.C Ramalho.  Universidade Federal de Viçosa

Comentário

  • WANDY CARLETTI

    25/06/2013 às 23:27

    MUDE VERDE

    Encontrei vocês numa busca do Google e AMEI toda a proposta da empresa. Já partilhei na minha página do Face e também indiquei para uma amiga de Taubaté que em breve irá mudar !

    Também indiquei-lhes para o blog da Personal Organizer Thais Godinho: vidaorganizada.com

    Parabéns pela idéia. O site é bem estruturado e inclusive o check list é o mais completo que já vi.

    Mas o que achei mais bacana é realmente as caixas que vocês alugam. Com certeza é o PRINCIPAL DIFERENCIAL de vocês e a comparação que vocês colocam no site é realmente verdadeira pois eu vivi isso porque já mudei 05 (cinco) vezes de casa e sei o quanto dá trabalho, o quanto precisamos nos organizar e que as caixas de papelão não são a mais adequadas para isto (como vocês disseram: fora de padrão, podem estar contaminadas e também não é sustentável).

    PARABÉNS !

    Wandy Carletti – Pirituba – SP/SP

    • Mude Verde - Mudanças Sustentáveis

      01/07/2013 às 12:33

      Salve Wandy,

      Obrigado pelo apoio e divulgação.

      Abraços

Deixe um comentário

Error
Cannot GET /js/stats.php